Infinita Misericórdia de Deus


Certa vez um zifio entrou no terreiro e, então, foi logo pedindo a este nêgo: “ Nêgo véio, o senhor me dá um amor?” e nêgo, sorrindo,respondeu que o real amor não vem de nêgo, mas de Deus, nosso senhor!!! e o filho tornou a dizer pra nêgo: “Mas eu estou sofrendo muito, por que o senhor não me ajuda?” E nêgo explicou que só recebe o amor àqueles a quem o merecimento faculta. Então o zifio respondeu que era uma boa pessoa, que nunca fizera o mal a ninguém e que não entendia o fato dele não ser merecedor; e este nêgo, mesmo sem jeito, respondeu pro fio que o amor só se recebe fazendo o bem: pois só aquele que dá pode receber também. E o zifio disse pra nêgo: “Mas o senhor está falando de religião, está falando de fazer a caridade, por que ela nos leva a luz; já eu falo do amor entre duas pessoas, àquele que alegra o coração e que se divide à dois”. Zifio, suncê é que ainda não entendeu nêgo, pois nóis tamos falando da mesma coisa: Pra alguns zifios que têm certos Karmas, só mesmo fazendo a caridade para se merecer uma esposa. “Pai velho perdoe-me, mas preciso perguntar-lhe algo: o senhor diz estas coisas para que eu coloque o branco? o senhor deseja que eu entre na corrente do terreiro?” Zifio o branco não se veste, ele se conquista a cada dia; Ele não é só uma cor, mas luz que ilumina a vida!!! “Como assim Pai velho? Não entendi o que quer dizer! Por acaso o senhor diz que eu não posso entrar no terreiro?” Não zifio. Nêgo diz que branco é caridade; É a luz da vida e do amor verdadeiro: branco é reforma intima, é amar por inteiro! Amar intensamente o parceiro, zifio é ter um pouco de amor, pois o amor pleno e incondicional, só pode vir de Deus, nosso senhor! Se suncê quiser botar o branco, nêgo libera, não se acanhe e fique a vontade, mas jamais o faça por interesses ligeiros, junto com o branco zifio, vista a humildade. “Pôxa Pai velho, que coisa! O senhor quer dizer que não sou humilde?” Longe de nêgo véio zifio! Nêgo só explica que todo amor vem de Deus e que Ele, como ensinou Jesus, é simples!!! Ponha o branco se desejar, entre pro terreiro se quiser, mas não pra arranjar rabo-de-saia e casar: apenas por que evoluir você quer! Por o branco, necessariamente, não permite que um filho de fé alcance tudo o que almeja, pois a justa e sábia Lei do Karma só o permite receber aquilo que realmente mereça. E como só a caridade pode atenuar esta lei sagrada, por meio da Lei Maior e da Justiça Divina, é que nêgo pede que suncê ponha o branco na alma e que não tenha pressa de encontrar o “amor da sua vida”. Até porque o amor pleno não está na carne, visto que nenhum ser humano comporta totalmente esta essência divina; então, procurai primeiro o reino de Deus para que as demais coisas possam vir a entrar na sua vida. Neste dia, depois de escutar nêgo véio, esse zifio chorou, mas teve fé e vestiu o branco verdadeiro: àquele branco que se deve usar no dia-a-dia e não somente em dia de gira no terreiro!!! Esse zifio tá casado há quinze anos e faz trinta anos que esta história aconteceu. Agora suncê que tá lendo essas letras, por caridade, responda pra nêgo: é ou não é muito linda, a infinita misericórdia de Deus?

Mensagem de um amigo espiritual recebida em 25/11/2208

Fonte: http://pedrorangelsa.blogspot.com.br

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Black Instagram Icon
  • Google+ Basic Square

© 2026 por Sete Luzes.