Milagre


O milagre real não é espalhafatoso e nem exige nenhuma crença. Ele acontece quando alguém refaz a conexão espiritual consigo mesmo. Trata-se do reencontro com a sua própria essência. E quando isso não ocorre, surge o vazio consciencial e suas repercussões... Esse é o motivo de tantas pessoas se sentirem fragmentadas e instáveis. E também reflete a perda de contato com a Luz Espiritual. Quantas desencarnam e levam essa situação interna para o plano extrafísico? Quantas passam para o outro lado da vida cheias de mágoas e reclamações? E quantas mais, aqui e agora, reencarnados nas lides da Terra, estão permitindo a perda da Luz em seus corações? Está faltando mais milagres em suas vidas... Sim, está faltando melhorar a própria música. Está faltando até espiritualidade verdadeira a muitos estudantes e trabalhadores dos vários caminhos espirituais. Em contrapartida, sobra muito ego e megalomania consciencial... Sobram muitas merrecas mentais e emocionais nas diversas trilhas. Ah, isso é falta de milagre! É não se perceber como centelha vital do Eterno. É deixar as próprias tolices embaçarem a Luz de sua jornada. O milagre acontece quando o Ser se reconhece como parte integrante do Todo**. É quando o ego se cala e o Amor chama o coração para a melhoria da canção. Milagre não é crença alguma! É presença real e espiritual dentro de si mesmo. Milagre é ser feliz, mesmo que ninguém de fora entenda os motivos disso. Milagre é estar sempre vivo, dentro ou fora do corpo. E reconhecer que isso não é crença, é certeza. Milagre é quando nosso coração ganha asas e voa nas ondas miríficas da compreensão espiritual, que nos faz pensar em algo mais...

Um Amor e uma Luz.


P.S.: Milagre é ver os espíritos cantando a canção da imortalidade... É ver as estrelas dançando dentro da sua testa. Milagre é a sintonia espiritual, dentro e fora de nós. Há algo mais... Um Amor e uma Luz. Esse é o milagre de sempre. Os espíritos da Casa das Estrelas me ensinaram isso. É por isso que eu escrevo sobre a imortalidade da consciência. E, assim, eu melhoro a minha canção. Esse é o meu milagre: mesmo no corpo, eu reconheço o espírito que eu sou. Isso não é crença! É certeza. É algo mais... É milagre. E mais não sei dizer.


- Wagner Borges - mestre de nada e discípulo de coisa alguma. São Paulo, 21 de agosto de 2017.


Fonte: www.ippb.org.br

Tags:

Posts Em Destaque