O Sagrado Feminino: O dom da Deusa.


Os mandamentos da Deusa*

Eu, que sou a beleza do verde sobre a Terra, da Lua branca entre as estrelas, do mistério das águas e do desejo no coração dos homens, falo à tua alma: desperta e vem a mim, pois, sou Eu a alma da própria natureza, que dá a vida ao universo.


De mim nasceram todas as coisas e a mim, tudo retorna.


Ante meu rosto, venerado pelos Deuses e pelos homens, deixa tua essência se fundir em êxtase ao infinito.


Para me servires, abra teu coração à alegria, pois, vê: todo ato de amor e prazer é um ritual para mim.


Cultive em tua alma a beleza e a força, o poder e a compreensão, a honra e a humildade, a alegria e o respeito.


E a ti, que buscas me conhecer, eu digo: tua busca e teu anseio de nada te servirão sem o conhecimento do mistério de que se aquilo o que procuras não encontrares dentro de ti mesmo, jamais o encontrarás fora de ti. Pois, vê, sempre estive contigo - desde o começo - e sou aquilo o que se alcança além do desejo.


Desde a antiguidade, a mulher era vista como mágica, pois dava a luz, sangrava e não morria, detinha dons naturais. Eram tidas como Deusas. Após a entrada do Patriarcado e as religiões monoteístas, as mulheres tiveram sua "força" suprimida e fomos caladas. Ensinadas a ter vergonha de nosso corpo, o sexo ser impuro, a menstruação algo abominável, e a menopausa uma maldição.


A Wicca, assim como outras religiões pagãs, tem a proposta de trazer de volta o sagrado feminino, trazer a Deusa para nós.


Em primeiro lugar, devemos quebrar nossos próprios preconceitos com o nosso feminino, trazer a beleza dos ciclos da Deusa para nós. Celebrar os Esbat, manter um altar para o culto da Deusa e do sagrado feminino. Ter com alegria a menstruação. Ser mulher é algo divino e abençoado!


Para começar hoje!


O que eu posso fazer para me conectar com meu sagrado feminino? Tente meditar com sua Deusa de culto, peça para ela te mostrar as belezas do sagrado. Tente manter um "Caderno da Lua Vermelha", nesse caderno você anota seus sintomas durante o mês, seu período, as luas que você menstruou.


Exemplo: Dia 24/02 Lua Cheia: 1 dia de menstruação. Meditei com a Deusa "XX", obtive as visualizações "xxxx". Tive os sintomas "xxxxx". Até o fim da menstruação;

09/03 Lua Nova: Período Fértil, sintomas "xxx", meditação com a Deusa "xxxx".


E pasmem, com o passar do tempo, você terá uma regra no seu ciclo menstrual, sendo compatível com as fases da lua, terá menos dor e se sentirá melhor com sigo mesma, mantendo um laço profundo de amor com a Grande Mãe.


*Extraído do Anuário da Grande Mãe - Mirella Faur


Fonte: http://templodedanann.blogspot.com.br

Posts Em Destaque