Sejamos cada vez mais leves!


Ando "meditando" bastante em meus momentos de silêncio, que tem aumentado, sobre nosso caminhar e algumas vezes tem me chegado algumas certezas, no aqui e agora, como por exemplo: Erramos porque temos pressa. A pressa nos impede de respirar, de parar por instantes antes de falarmos, agirmos e reagirmos. A pressa nos impede de olharmos o mundo ao nosso redor e apreciá-lo, não nos dá tempo a contemplação.

A pressa nos afasta, nos faz tomar atitudes e falar coisas que certamente serão motivo de arrependimento.

Ao darmos um tempo, damos chance à nossas águas decantarem e se tornarem límpidas, antes de as derramarmos, envenenadas, sobre nossos irmãos do caminho.

Estamos vivendo uma angustia coletiva, porque ainda vivemos sob as energias da competição e comparação. Competimos para sermos melhores, somos ensinadas desde nossa infância a isso, a escola é uma das responsáveis, pois os alunos são "medidos por suas notas", competimos entre mulheres por causa de homens, competimos para sermos os melhores na empresa que trabalhamos, nos comparamos uns aos outros, mas queremos respeito a individualidade...onde mora a individualidade numa sociedade pasteurizada e absolutamente moldada?

Somos comandados pela tv que ligamos na sala de nossas casas, presenteamos nossos filhos com jogos violentos, caminhamos dando exemplos que não são positivos. Fazemos festas regadas a alcool mas não queremos que nossos filhos bebam ou se percam em drogas (álcool é uma delas). Exemplo, lembra?

Estamos perdidos olhando no entorno, esquecendo de olharmos para nosso caminhar, para nossas pegadas. Elas são o mapa da nossa história. Qual história estamos escrevendo com nossos passos?

Estamos todos gritando e quase ninguém ouvindo. Todos mergulhados em uma dor coletiva, sem percebermos de onde vem tudo isso: nasce em nós quando damos abertura dentro para nos comparar à outros, a competir com outros e sem dar oportunidade às energias mentais decantarem e chegarem ao coração, para ser nosso guia e matar nossa sede de nós mesmos, na paz e na harmonia de Ser apenas quem somos, como somos e nos entendermos abençoados por nosso individuo somente assim, acolheremos todas as outras histórias ao nosso redor, e teremos mais tempo para contemplar a grande obra que o divino nos deixou como presente!

Salvemos nossas crianças de nós e nós de nós mesmos...sejamos melhores hoje, para recriarmos um mundo melhor para todos!!


Vamos silenciar um pouco. Vamos "parar" um pouco! Vamos Ser bem mais! Somos muito breves!

Sejamos cada vez mais leves!


Fonte: http://nossosagradofeminino.blogspot.com.br/

Posts Em Destaque