"Domaria"


Era uma casinha escondida por entre flores e árvores frutíferas. Um cantinho perfumado ali, no fim da rua. Dona Maria, ou Domaria como diziam os mais próximos, num diminutivo aquecedor do coração. Era um pedacinho de céu em meio ao tumulto da vida, um silêncio que acolhia um abraço que se fazia lar. Ali as velas acesas no altar iluminavam também os passantes, que se achegavam para receber um rezo uma benção. O cheiro de alecrim e arruda inundava o ar e as rosas que bailavam ao vento no portão, guiavam os irmãos que necessitavam de seus cuidados até sua porta. Era uma casinha escondida das maldades e mazelas. Ela se abria apenas para os corações prontos para receber amor e para os que ainda estavam adormecidas a sombra do medo e da raiva, não encontravam... uma neblina era tecida pelos anjos guardiões que cegava a maldade e nenhuma chegava até ela Seu coração era tão puro, tão bondoso que estar perto dela já era um rezo maravilhoso e quem a conhecia não queria mais sair de sua presença doce. Ela dizia a todos que essa era sua missão nessa terra, levar o amor e servir a Deus, estendendo as mãos. Assim era sua vida, um estender mãos e acolher dores, mas engana-se quem acredita que ela ficava com o peso das cicatrizes que rezava. "Queimo tudo no fogo sagrado fia, faço fogueira, "ponho um cadim" de tabaco pro rezo e a fumaça leva tudo e das cinzas faço pó pra purificar mais dores, assim fia nada fica, tudo vai embora encontrar seu lugar nos livros da vida"! Domaria, era uma indiazinha pequena, só por causa do tamanho franzinho, mas uma rezadeira imensa. O perfume de sua alma era sentida longe. Não tinha telefone, computadores nem campainha. Quando quer falar com alguém, manda um beija flor cantar na janela! "É a presença divina que aparece fia, e chama quem eu preciso encontrar"! Domaria, com suas mãozinhas pequenas ensina que o amor não deve ter olhos de gente, precisa ter olhos de anjo, pra ver todos como irmãos. Somente assim o rezo é verdadeiro e nasce do coração. "Olho de gente amarga", ela diz... As "Domaria", as casinhas escondidas, os olhos de anjo...são tesouros que precisamos resgatar para salvar a nós mesmos, de nós mesmos!


Fonte: http://nossosagradofeminino.blogspot.com/

Posts Em Destaque