Como Meditar? Dúvidas mais comuns.


Como meditar?


“Se sentimos que estamos satisfeitos com o que temos e com o que somos, então não precisamos nos preocupar em meditar.




A razão pela qual começamos a meditar é porque temos um anseio interior. Sentimos que dentro de nós existe algo luminoso, vasto, divino.



Sentimos que precisamos disso desesperadamente, mas que no momento não temos como obtê-lo. Nosso anseio interior vem da nossa necessidade espiritual.”


Sri Chinmoy, do livro Meditação





Então como meditar?



O primeiro passo para muitas pessoas é descobrir lentamente a sua necessidade pela busca interior.


Se estiver começando a partir do zero, você pode ler alguns livros ou escrituras espirituais.


Você deve ler livros de Mestres espirituais. Existem Mestres espirituais que atingiram aconsciência mais elevada, e, se você ler os escritos deles, ficará inspirado.


Foi o que aconteceu comigo e com muitas pessoas que conheço que começaram a meditar seriamente.


Você sente uma necessidade e começa a buscar informações, até que chega em ensinamentos e práticos que realmente começam a lhe trazer um sentimento de progresso real.


Também é uma boa ideia conviver com pessoas que já estão meditando há algum tempo.Talvez elas não possam ensiná-lo, mas serão capazes de inspirá-lo.


Mesmo que você só fique sentado ao lado delas quando meditarem, seu ser interior inconscientemente obterá algum poder meditativo delas.


Na prática - Postura para meditar


Mantenha a coluna ereta, sentado no chão, numa almofada ou numa cadeira.


A maior parte das pessoas medita melhor sentado de pernas cruzadas com uma almofada para inclinar o quadril para frente (essa é a grande dica).


Os olhos devem estar semiabertos, mas relaxados, sem forçar, e observando tranquilamente o objeto de concentração – que pode ser uma flor, um ponto na parede, a foto do seu Mestre espiritual ou a natureza (céu, mar, etc.).



Onde meditar



O ideal é ter um espaço para você praticar que seja sagrado – um lugar onde você só fará a sua prática.


Tente separar um canto do seu quarto e, se possível, coloque coisas belas e que o inspirem.


Um pano bonito, uma vela (que simboliza o seu anseio interior por se elevar ao alto), flores, um retrato do seu Mestre ou quem você considera ser o seu Mestre.


Deve ser preferencialmente um lugar onde você tenha privacidade.


Um exercício para iniciantes: comece com a concentração


Desenhe um ponto preto na parede, na altura dos olhos.


Encare o ponto, mais ou menos a uns trinta centímetros de distância, e concentre-se nele.


Após alguns minutos, tente sentir que, ao inspirar, na verdade, a sua respiração está vindo do ponto, e que ele também está inspirando, recebendo a respiração de você.


Tente sentir que existem duas pessoas: você e o ponto preto.


Sua respiração está vindo do ponto e a respiração dele está vindo de você. – Sri Chinmoy, do livro Meditação


Você também pode fazer esse exercício com outros objetos, como uma flor, a chama de uma vela ou o retrato do seu Mestre (se tiver). O grande truque é a intensidade.


Meditação e relaxamento são iguais na superfície (corpo imóvel). Por dentro, você precisa utilizar toda a sua força de vontade e mais um pouco para se concentrar e meditar.


Tempo para meditar: que horas e por quanto tempo?


Se nunca tentou antes, pode começar com 5 minutos.


Tente fazer duas vezes ao dia.


Após alguns dias, tente fazer mais, digamos 10-15 minutos. Aí você já verá resultados sólidos.


Com o passar do tempo, poderá aumentar até 30 minutos ou mesmo uma hora.


Mas o importante não é o tempo. O que importa é a sua intensidade.


É melhor meditar por 10 minutos com intensidade do que ficar uma hora sonhando acordado na frente do seu cantinho de meditação.


O melhor horário para meditar é antes do sol nascer.


Qualquer hora entre 2:30 da manhã e 6:00 da manhã será bom.


Se você costuma acordar mais tarde (que é normal), então medite assim que acordar.


Tome uma ducha para ficar bem desperto e faça o seu exercício antes de qualquer outra coisa, incluindo café da manhã, se vestir para o trabalho, etc.


Outros bons horários são antes de dormir, no por do sol e ao meio dia. Se quiser, meditar por alguns minutos nesses horários poderão aperfeiçoar em muito a sua capacidade de meditar.


Quando estou meditando mesmo?



Você vai saber. Talvez até pense: “Estou meditando!“


Só de pensar isso a sua meditação acaba.


Mas você se acostuma a reconhecê-la e ficar em silêncio, só observando a meditação acontecer. Nessa hora, você foi além da concentração e está meditando.


Estou meditando corretamente?


Sinto fortemente que a meditação não pode ser medida simplesmente pelo momento. Em alguns dias, conseguimos nos concentrar bem.


Em outros, parece impossível. Mas isso é o microcosmo. Se observar a sua vida, o seu dia-a-dia após começar a meditar por alguns dias, é assim que saberá se a sua meditação está dando certo.


Se começar a enxergar o mundo de uma forma diferente, mais luminosa, mais promissora, isso indica que teve uma boa meditação.


Se sentir que veio ao mundo para fazer algo e se tornar algo – uma parcela viva da verdade e da luz, isso quer dizer que teve uma boa meditação.